O lado brega da história

Clouds in my Coffee

Eu provavelmente devia ter nove anos quando comecei a gostar de Carly Simon. Eu sei, é brega, é pop e é velho. Mas na minha opinião, é bem legal, e realmente fez parte da minha infância. Hoje em dia o álbum Clouds in My Coffee é algo que não pode faltar no meu MP3.

Tudo tem um motivo, nesse CD tem várias músicas que me lembram algo. Vamos começar com a Itsy Bitsy Spider, traduzindo: A Dona Aranha. Sim senhor, minha mãe passou a minha vida inteira cantando essa música para mim em português, terminando sempre com cosquinha (eu nunca vou entender porque todas as músicas que minha mãe cantava para mim quando eu era criança terminavam com cosquinha) e ai quando eu aprendi essa música na minha aula de inglês eu simplesmente fiquei eufórica. A parte mais divertida foi chegar em casa e meu pai colocar o vinil (viu? Não sou tão nova assim) para tocar, para que eu escutasse novamente a música e ficasse cantando como uma criança feliz. Acho que foi a primeira vez que eu vi algum vinil que não fosse o da Xuxa.

(Xuxa, A Dona Aranha e Sandy e Junior e ninguém mais entra no meu blog!)

E ai mais para frente começou aquela coisa de filmes que marcam a vida. Tipo James Bond, entende? Não é que os filmes sejam absurdamente bons, sinto muito, mas eu realmente não sou o tipo fanática por 007, mas é que as músicas que tocavam nas aberturas do filme sempre eram sensacionais. Carly Simon apareceu num dos trocentos filmes do 007 (ok, só 22 por enquanto), no caso o que tem o nome mais horríveis da série, “O Espião que me amava”, parece, sinceramente, título de livro erótico, mas tudo bem. A música da Carly Simon é a Nobody Does It Better, o que também lembra nome de livro erótico, ou filme, ou qualquer putaria que o valha. O que importa é que eu gosto dessa música e, vamos ser sinceros, ela é realmente sensacional.

Entre minhas músicas prediletas eu sempre ficava entre essa e a You Belong To Me, que é o tipo de música que parece que eu entendo. Ok, outro momento brega, você já sentiu como se as músicas falassem para você? Que parece que você escreveu as letras? Então, You Belong to Me me parecia muito isso durante alguns anos de minha vida. Para ser sincera, eu às vezes sinto que a maioria das músicas da Carly Simon me entendem, talvez porque elas sejam quase todas românticas e eu sou simplesmente uma boba, mas sem análises por aqui certo?

O que eu amo também nessa música é o solinho de sax que tem nela. Isso que eu admiro nesse álbum e em outros trabalhos da Carly Simon, as músicas dela são realmente bem trabalhadas, em um quesito pop e algumas músicas são bem viciantes, quer mais um exemplo?

Tem uma música que eu não conheço uma pessoa normal que não a conheça e que não goste dela, óbvio que meu sonho é cantá-la um dia num karaokê só para passar vergonha. You’re So Vain é uma das músicas mais legais que eu conheço, por vários motivos.

1. Eu adoro a cena do filme “Como perder um homem em 10 dias”, onde Andie (Kate Hudson) e Benjamin (Matthew McConaughey) começam a cantar essa música para desafiar um ao outro.

2. A letra dela é muito boa e eu conheço vários homens que se encaixam perfeitamente nessa categoria, e Simon pelo jeito também.

3. o ritmo dela é contagiante e faz qualquer pessoa um pouco bêbada começar a cantá-la, mesmo que totalmente errado.

4. O título do álbum foi tirado de um trecho dessa música.

5. Ficou no topo da Billboard Hot 100 por três semanas em 1973 (ok, isso não muda muito a minha vida, eu nem existia).

6. Ela está no 72º nas melhores músicas de todos os tempos da Billboard e está no 216º lugar das melhores músicas do século, segundo a RIAA.

Viu? São bons motivos. Ela até tem uma página só para ela no Wikipedia. Isso é ser bem importante (ou não).

Bom, mas falando sobre as outras músicas da Carly Simon, eu não posso deixar de falar a primeira música do CD, ela tem um toque de Épico e um toque de Phil Collins em seu tempo Disney. O título já parece algo como Pocahontas, Let the River Run é uma música bem legal, o coro que inicia ela de vez em quando me deixa arrepiada, principalmente se estou desatenta e as batidas no fundo me lembram Tarzan ou então Rei Leão (se preparem, um dia terá um post Disney aqui).

(Adoro esse visual anos 80/90, sempre dou risada)

O que eu gosto da Carly Simon também é a capacidade dela de juntar vários estilos, tem algumas músicas que tem um toque meio country, tipo a “It Happens Everyday” (eu adoro essa letra, a propósito), outras que tem aquela coisa bem pop e melosa, como “All I Want is you” e exageradamente pop Antena 1 como a “Why” e o que eu nomeei de um pop épico, como a “Let the River Run” e a “Do The Walls Come Down” que começam com aquele som todo trabalhado e depois vão para o pop.

Carly Simon – Do The Walls Come Down (Official Music Video)The funniest videos are a click away

~ por Juliana em abril 25, 2010.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: