Um Dr. House bem armado

O Vendedor de Armas

Compararam Thomas Lang com um 007 moderno. Discordo. Thomas Lang é infinitamente mais engraçado, irônico e inteligente que aquele velho chamado James Bond. Talvez meu cérebro esteja um pouco viciado com a imagem do Dr. Gregory House, mas era sempre nele que pensava quando eu lia O Vendedor de Armas. Talvez a ironia e a inteligência estejam no sangue de Hugh Laurie e deve ser por isso que as livrarias se tornaram um caos quando Laurie deu uma folga ao médico e apresentou ao público seu lado ex-militar. A primeira edição do O Vendedor de Armas esgotou em poucos dias, até parecia que a J. K. Rowling tinha lançado mais um livro, mas não, era somente Laurie mostrando que manda bem em muita coisa mesmo.

Com 288 páginas muito bem escritas, O vendedor de Armas conta a história de um britânico ex-militar fanfarrão que recebe uma proposta milionária para assassinar um empresário americano. Mas Lang é daquele tipo de cara que pode estar na merda, mas não vai fazer algo que ele acha errado, então não aceita a proposta e até vai atrás do empresário para alertá-lo. E é a partir dai que a vida dele se torna um caos completo.

Primeiro ele cria uma paixonite aguda pela filha do empresário, Sarah, uma mulher bonita, inteligente e perigosa. Depois é acusado de tentativa de homicídio, mesmo sem ter aceitado o trabalho, e ai começa uma série de complôs onde ele sempre é o último a saber, mas o primeiro a se safar. Com planos mirabolantes, Lang começa a se enfiar no mundo dos vendedores de armas, muitas vezes se ferrando, para ser sincera com você, ele só se ferra! Mas tudo bem, Lang é tipo imortal e é bem engraçado vê-lo se ferrar e depois se safar e dai se ferrar de novo.

Eu não esperava tanto de um livro como esse, quando li a primeira página pensei “é muito confuso, vou me perder”, e não vou mentir para você, o livro realmente é confuso em alguns momentos, são muitos nomes, muitas pessoas e muitos complôs complicados, além disso, todo livro que é escrito em primeira pessoa pode sofrer do problema da confusão. Os pensamentos de Lang sempre variam e vão da água para o vinho, de um assunto x para um assunto y e você fica um pouco fora dos eixos por um momento. Mas é fácil resgatar esse eixo, além disso os comentários irônicos de Thomas dão a graça maior ao livro.

O livro, por incrível que pareça, não está num preço absurdo. Está numa base de 38 reais, às vezes para mais, às vezes para menos. E o que eu estou torcendo agora é para daqui uns anos eu esteja falando a adaptação para filme, já informo que isso é quase certo, não só na minha vaga opinião de como esse livro se tornaria um ótimo filme, mas como também nos pequenos boatos que informam que Hugh Laurie já pensou nessa possibilidade.

Diário de SP sobre o livro

Matéria bacana sobre Hugh Laurie no Estadão

Quer ler o primeiro capítulo? Divirta-se!

(Obrigado pelo PDF Lost in Chick-Lips !)

E para finalizar! Vou deixar aqui um videozinho simpático, ou melhor, dois videozinhos simpáticos. Um sobre como alguns jornalistas tendem a fazer as mesmas perguntas para os entrevistados (isso vale para todos, não sejam repetitivos, criatividade é muito bom!) e outro é um video de Laurie em uma situação diferente, para quem só o conhece como Dr. House talvez como o pai do ratinho no Stuart Little (oh filme horrível), vale a pena conferir o tempo dele de A Bit Of Fry And Laurie, então segue um vídeo bacana também!

~ por Juliana em abril 7, 2010.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: